João Janeiro

image

João Janeiro

Cravo e baixo continuo

Cravista, maestro e organista, João Janeiro divide a sua atividade entre a investigação, concertos, gravações e o ensino. Estudou órgão, cravo, clavicórdio e musicologia em Lisboa. Diretor artístico dos agrupamentos de música antiga Flores de Mvsica, Capella Joanina e Concerto Ibérico Orquestra Barroca, tem desenvolvido um trabalho singular na divulgação do património musical português. Realizou diversas gravações de CD com órgãos e instrumentos históricos do Museu da Música de Lisboa e tocou em vários festivais internacionais de música, na Itália, Alemanha, Espanha e Portugal. Fundou a editora discográfica MAACedita, cujo catálogo inclui obras de Almeida, Perez, Bach, Galliard e outros compositores. Publicou as edições críticas: Sonatas e Duetos de João Baptista André Avondano e Te Deum de Francisco António de Almeida. Actualmente prepara a edição do Opera Omnia de Francisco António de Almeida. Gravou a Missa de Almeida em Fá Maior e Te Deum e o Matuttino de Morti de David Perez e a Música de Câmara de Pedro António Avondano. É director artístico dos festivais de música West Coast Early Music Festival, Série Ibérica de Música Antiga e Jornadas de Órgão do Alentejo. Foi responsável pelo Inventário dos Órgãos Históricos do Alentejo do Ministério da Cultura e orientou alguns processos de restauração de órgãos nesta região. É director dos CIMA - Cursos Internacionais de Música Antiga e do Concurso Internacional de Música Antiga para Jovens Músicos em Portugal. É professor de órgão, cravo, música de câmara, baixo contínuo e performance histórica na ESART - IPCB, na EPABI e na EMNSC. É frequentemente convidado para masterclasses de cravo, órgão e baixo contínuo, e orquestra barroca assim como para dar concertos em Portugal, Espanha e Itália. Presidente da MAAC - Música Antiga Associação Cultural, é um dos membros fundadores do CESEM (FCSH - UNL) e da Sociedade Portuguesa de Investigação em Música (SPIM).


Ensembles onde participa