Maria Cleary

image

Maria Cleary

Harpa histórica

A extraordinária harpista Irlandesa Maria Christina Cleary, foi descrita como "uma verdadeira virtuosa", uma "intérprete brilhante" e "uma pioneira na prática de harpa histórica". É conhecida pelas suas habilidades na improvisação e no baixo contínuo, combinado a arte de criar um som bonito com a destreza técnica.

Especializada em harpas históricas, Maria apresenta-se em harpas medievais, o italiano Arpa Doppia, o espanhol Arpa de Dos Ordenes e a Harpe Organisée do século XVIII. Além de promover uma técnica de pedal usada exclusivamente em harpas com um mecanismo de pedal de acção única, Maria desenvolveu vários sistemas de afinação inovadores para tocar música medieval e renascentista, alguns dos quais podem ser ouvidos em gravações com o Ensemble Tetraktys (editora Olive Music).

Maria Cleary actuou como solista com, entre outros, Orquestra Barroca de Amsterdão, American Bach Soloists , Bayerische Staatsoper, Orquestra Barroca de Portland, Arion Ensemble Montreal e Orquestra de Concertos RTE (Mozart, Handel, Krumpholtz e Debussy). Nos anos 90, apresentou-se na Playboy Mansion em Los Angeles. Em 2014, Maria foi convidada para realizar um concerto de J. B. Krumpholtz com a Orquestra dos Antípodas no The World Harp Congress em Sydney. Foi a primeira vez que o harpe organisée foi apresentada no Congresso. Como continuísta, apresentou-se na maioria dos festivais do mundo, incluindo os festivais de Boston, Utrecht, Montreal, Salzburgo, com várias orquestras e ensembles de música antiga. Além disso, apresenta-se regularmente com Davide Monti sob o nome Arparla, uma dupla de violinos e harpas especializada em repertório dos séculos XVII a XIX.

A suas gravações discográficas incluem So mach 'die Augen zu (2010), o primeiro CD de música de Louis Spohr usando instrumentos originais e segundo práticas de interpretação históricas. Posteriormente, Davide e Maria gravaram um segundo CD contendo música de Spohr, Geliebte Dorette, em 2016. Outras gravações, as quais incluem obras a solo de Frescobaldi, Merula, Uccellini e Michelangelo Rossi, podem ser encontradas nos CDs da Arparla: Le Grazie del Violino, Uccellini Op. 5 e Uccellini op. 4. Le Grazie del Violino (2010), é o primeiro CD a usar a harpa exclusivamente como instrumento solista e de acompanhamento. Maria Cleary já gravou mais de quarenta CDs com orquestras e conjuntos de música antiga.